Alunos da PUC Minas produzem revista em quadrinhos para contar a história da capital mineira

Sugestão de pauta enviada à imprensa, durante o estágio na Assessoria de Imprensa da PUC Minas, em dezembro de 2009, sobre uma revista em quadrinhos sobre a história de Belo Horizonte criada por alunos de Publicidade e Propaganda da Universidade.

Alunos do curso de História produzem revista em quadrinhos para contar a história de Belo Horizonte

Através de uma pesquisa de Iniciação Científica, os alunos do curso de História Guilherme Figueiredo e Hugo Florêncio, da PUC Minas, orientados pela professora Glória Gomide, desenvolveram uma revista em quadrinhos que mostra os principais fatos que marcaram a sociedade belo-horizontina, desde a época do Curral Del Rey. O trabalho apresenta e convida o leitor a uma reflexão sobre as mudanças e permanências históricas da cidade, quando comparada aos dias de hoje.

A história é contada por um roteiro e personagens fictícios. O objetivo dos alunos pesquisadores é transformar o trabalho em material didático para estudantes do ensino fundamental e médio, já que a história da capital faz parte do currículo escolar.  O formato de revista em quadrinhos pode ser bastante eficiente para o ensino da história da cidade ao público infanto-juvenil, já que crianças e adolescentes geralmente são atraídos para a linguagem visual.

*Seguem anexas algumas páginas da revista sobre a história de Belo Horizonte produzidas pelos alunos Guilherme Figueiredo e Hugo Florêncio.

 Fontes:

Guilherme Elias Figueiredo

Hugo Florêncio

Professora Glória Gomide

Assessoria de Imprensa

3319-4371

imprensa@pucminas.br

 

Matéria publicada na PUC Minas – PUC Informa

Contar a história de Belo Horizonte de forma diferente: este é o objetivo dos alunos do oitavo período do curso de História Guilherme Figueiredo, 22 e Hugo Florêncio, 26. Orientados pela professora Glória Gomide, do curso de Publicidade e Propaganda, os estudantes desenvolveram uma revista em quadrinhos que mostra os fatos relevantes que marcaram a sociedade belo-horizontina, desde a época do Curral Del Rey. O trabalho, patrocinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Famemig), convida o leitor a uma reflexão sobre as mudanças e permanências históricas da cidade, quando comparada aos dias de hoje.

A história é contada por um roteiro e personagens fictícios. A pretensão dos alunos pesquisadores é transformar o trabalho em material didático para estudantes do ensino fundamental e médio, já que a história da capital faz parte do currículo escolar. Admirador de quadrinhos desde a infância, Hugo Florêncio, roteirista da revista, explica que o uso da imagem pode ser eficiente para despertar o imaginário dos alunos e destaca sua visão sobre a capital mineira. “A história de Belo Horizonte é encantadora e foi muito positivo fazer nossa leitura sobre ela”, enfatiza.

Guilherme, ilustrador do projeto, reforça que a história em quadrinhos chama a atenção não só de crianças, mas também de diversos públicos. O futuro historiador desenha desde criança. “Já desenhei de tudo”, revela.

A orientadora Glória Gomide destaca o quanto foi positivo orientar uma pesquisa da área de História, apesar de sua formação ser em Publicidade e Propaganda. Ela enfatiza que sempre trabalhou com quadrinhos, porém nunca com a perspectiva histórica. “É diferente e gratificante. Aprendi muito com eles”, conta a professora. Glória Gomide também ressaltou a relevância do projeto: “Estes alunos tem um potencial enorme, porque não há nada mais agradável para a geração de hoje do que ler histórias em quadrinhos.”

A apresentação do projeto concluído à Fapemig está prevista para abril de 2010.

Matéria escrita e publicada no Jornal Hoje em Dia, como resultado do release – Caderno: Minas – Página: 20, em 11-12-2009

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
23 × 17 =