Devo compartilhar o mesmo conteúdo em redes sociais diferentes?

Social media communication conceptCom a variedade de redes sociais na atualidade (veja uma lista de opções no final do texto), pessoas e empresas podem tirar proveito disso, ainda que o Facebook, a rede mais famosa do mundo, permita o compartilhamento unificado de vários tipos de conteúdo. É muito comum que usuários compartilhem alguma coisa simultaneamente em várias plataformas. Por exemplo, você pode postar uma foto no Instagram e aproveitar o “momento” para mostrar o registro no Facebook e no Twitter. Mas será que esta opção é sempre interessante? Seguem abaixo algumas observações (e não regras) para pensarmos antes de compartilhar a mesma coisa em redes sociais diferentes:

Cada rede possui particularidades e fins distintos

– Alguns conteúdos podem parecer inadequados quando compartilhados em várias redes ao mesmo tempo. Por exemplo, o fato de o Instagram, o Twitter e o Facebook permitirem a publicação de fotos pode não ser motivo suficiente para o momento do churrasco com os amigos ser exposto em tantos lugares.

Escolha as redes de acordo com os seus objetivos

– Eleja redes para contatos mais íntimos, outras para fins profissionais (o Linkedin é ótimo para isso) e outras para relações mistas, desde que administradas com bom senso. Assim você preserva (ou tenta preservar) a sua intimidade e, selecionando o conteúdo para um público definido, as postagens ganham em qualidade. Se você gosta de manter os seus perfis privados, ou seja, apenas pessoas que você autoriza acessam o que é publicado, escolha uma rede para ficar aberta (o Twitter, por exemplo) para você expor o que não comprometa a sua intimidade e lhe forneça visibilidade em algum aspecto.

Cuidado com a duplicidade e inadequação de conteúdo

Quando o mesmo conteúdo é compartilhado em várias redes, há o risco de um contato te seguir em todos os ambientes e ver a mesma postagem mais de uma vez. Se você considera um assunto muito relevante e acha importante a publicação dele em várias mídias sociais, que tal adaptar o formato do conteúdo para cada plataforma?

Não é por acaso que o Twitter permite apenas o uso de limitado de 140 caracteres e o Facebook não tem limite de texto e permite incontáveis tipos de interações na mesma postagem. Isso pode ser um sinal de que um texto duplicado nas duas redes, em algum momento, vai soar estranho em um dos suportes. Exemplo: um texto jornalístico com a mesma notícia geralmente sofre adaptações para jornal, revista e internet. Ou seja, forma de conteúdo e de suporte devem andar lado a lado, ainda que as diferenças não sejam muito notáveis. Pense nisso quando for compartilhar alguma coisa!

Para concluir

Mídias sociais estão alicerçadas em dois conceitos principais: relacionamentocompartilhamento. Por isso, não esqueça que você nunca estará sozinho por lá. O seu conteúdo será visto, criticado e compartilhado por pessoas inimagináveis.

OBS: Se você quer usar o Facebook, mas é uma marca e não uma pessoa, faça uma Fan Page e não um perfil! A página é um recurso preparado para os negócios, pois nela você não tem limite de contatos e consegue mapear inúmeras métricas para nortear o trabalho desenvolvido.

Algumas sugestões de mídias sociais populares:

Relacionamento e compartilhamento multimídia: Facebook, Google Plus, Twitter;

Compartilhamento de vídeos: Youtube, Vimeo;

Compartilhamento de fotos: Pinterest, Instagram, FlickrPicasa;

Rede profissional: Linkedin;

Localização: Foursquare, Waze.

Foto: ftadiviser.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
28 ⁄ 14 =