Laços afetivo-sexuais dos idosos inspiram pesquisa de aluna de Psicologia

Laços afetivo-sexuais dos idosos inspiram pesquisa de aluna de Psicologia

Dados positivos sobre o crescimento da população idosa e experiências pessoais motivaram Isabela Carvalho, do 10º período de Psicologia da PUC Minas, da unidade São Gabriel, a desenvolver uma pesquisa intitulada Os Laços Afetivo-sexuais na Vida dos Idosos: Novos tempos? , apresentada do 17º Seminário de Iniciação Científica da Universidade, no dia 19 de outubro deste ano. O trabalho foi financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

A pesquisa analisa as transformações culturais, políticas, econômicas e sociais que estão ocorrendo na vida dos idosos e quais impactos esse fenômeno causa na sociedade, destacando a sexualidade e afetividade, questão ainda pouco discutida. Isabela visitou 11 grupos de convivência da região Noroeste de Belo Horizonte e entrevistou quatro mulheres com mais de 60 anos do bairro São Gabriel. A pesquisa mostrou que a questão da sexualidade é silenciada para os idosos. Grupos de convivência evitam o tema e impedem que os frequentadores desenvolvam suas relações afetivas. A estudante destaca que no curso de graduação existem estudos sobre a relação dos idosos com a família e amigos, mas não sobre laços afetivo-sexuais. “A escolha do tema foi uma motivação própria”, conta a estudante.

A professora Madalena Assunção, orientadora da pesquisa, enfatiza que a maioria dos trabalhos sobre idosos abrangem apenas dados demográficos e a questão da sexualidade é vista como inexistente. “Na fase idosa, as pessoas pensam que não precisam mais da sexualidade, é como se morresse. E existe também uma lacuna teórica sobre esse assunto”, explica. A orientadora conta que em alguns grupos de convivência, os idosos são vigiados como adolescentes.

O avanço da saúde e redução da taxa de natalidade tem aumentado a expectativa de vida e, consequentemente, o número de idosos no Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 14 milhões de brasileiros possuem mais de 60 anos de idade.

Isabela e Madalena têm a expectativa de que o trabalho motive ações sociais da comunidade acadêmica da PUC Minas do São Gabriel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solve : *
15 − 13 =